manuelmelobento@gmail.com

domingo, 11 de dezembro de 2016

exposição de pintura de varett

para interessados 

em:

azorpress.blogspot.pt 

sábado, 10 de dezembro de 2016

a direita portuguesa com direito a deserto


quando envelhecemos até os vícios nos abandonam. quando a constituição de 1976 fora aprovada, o país dera uma guinada para  o socialismo com passinhos de dança do género alunos da apolo. isto é, nos primeiros tempos o pé do macho avançava com o pezinho da fêmea que recuava na medida exata. pouco tempo depois, com o corte de energia, o disco riscou e foi-se  a harmonia. o povo tinha elegido umas centenas de patetas para aprovarem uma constituição, e eles votaram consoante as direções dos partidos  que os acoitaram. o cds - na altura pontificava o prof. freitas do amaral - foi o único partido a votar contra uma constituição que tinha cabeça mas a quem faltava os pés e braços. o cds incarnava na altura a democracia cristã. qualquer coisa ao centro. poder-se-á dizer que nos dias de hoje é o partido socialista quem as suas vezes faz. durou pouco tempo o sonho socialista. faltou dinheiro e para portugal se manter como país independente e pôr as suas instituições a funcionar    era preciso pedir dinheiro emprestado. a quem? à europa capitalista, claro! e pediu-se? sim, mas já o país estava nas mãos da direita. o cds aliara-se ao psd e puseram-se os dois de acordo quanto ao rumo a dar ao país. pouco tempo depois a constituição foi alterada. correram com socialismos e a direita impôs-se no texto. o partido socialista foi ficando de fora até que percebeu que tinha de meter completamente na gaveta o socialismo  e ideologias parentes próximas. a partir do momento em que os socialistas se (en)direitaram, os social-democratas aliaram-se-lhes. correram com o cds e criaram o maior negócio de sempre em portugal: abocanharam os dinheiros públicos. era tudo para eles! só que este casamento não durou para sempre. o ps, através de guterres e depois sócrates abalou com o coito miscigenado do bloco central. e depois foi o que se viu. a esquerda a governar à direita e a direita a governar à esquerda. o serviço nacional de saúde, a educação e a segurança social foram, pelos governos do prof. cavaco silva, praticamente coletivizados. a medicina privada afogava-se em permanentes falências. ser-se bem tratado e em  grande luxo só nos hospitais públicos e de graça. os colégios privados fecharam. as escolas públicas  até refeições de borla ofereciam aos mais desfavorecidos. o ensino era gratuito. havia livros oferecidos aos alunos. a segurança social começou a atuar como uma misericórdia de grandes tentáculos. aposentados e  reformados nasciam como papoilas. o estado ofereceu aposentações a quem tivesse meia dúzia de anos de serviço e tivesse jurado que trabalhara para o fascismo desde que nascera e sem fazer descontos. junta-me esses anos e cá vai reforma quase choruda. de repente, a esquerda toma o poder e ai! ai quê? a esquerda deu início a uma austeridade canibalesca que depois foi continuada até ao tutano (400.000 portugueses emigraram) pelo raivoso governo de passos coelho. é por isso que as grandes cabeças nacionais dizem que a ideologia já não faz mover ninguém. o que está a dar é ir atrás do dinheiro. e este está no povo e nos cofres de grandes grupos económicos que acobertam gente de todos os credos tendenciosamente mafiosos. sem ideologia, sem constituição para se respeitar, sem aquele amor à pátria tão ao gosto dos fascismos ou ditos como tais, aonde iremos parar? à "europa"! não temos outra solução. e nela nos manteremos porque para mamarmos os seus apoios temos de obedecer-lhe. até a gestão da porra de um banco nosso tem de ser aprovada pelos alemães. esta gente não tem vergonha! afinal, e para terminar o que é isso de direita e esquerda? é como uma doença do género gonorreia que se cura com antibióticos.
varett

terça-feira, 15 de novembro de 2016

o cuspo apagou a grande vitória do ps: o pib " ascendeu"!


o ministro centeno todo aperaltado e bem do social: foi uma... corta! temos o cuspo para o arouca! video mais video. comentador mais comentador. o que é que percebem de cuspos? nada! era preciso mandar analisar o desoxirribonucleico. eu repeti tantas vezes esta palavra que já a digo de cor e salteado. corta a fita foi caso genérico em todas as estações televisivas. esta semana é a semana do cuspo. o cuspo é fumo? fumo é pib que cresceu! corta vem aí mais cuspo. aquilo não foi cuspo aquilo foi cuspidela. cuspidela? aquilo é sémen! aquilo é que faz do futebol uma paixão. ninguém viu o cuspo! aleives! há quem jure que foi cuspo. embora não estivesse no corredor do cuspo. foi a paixão que o viu pelo ar. e a polícia não autuou? eh pá, queriam meter a pj no assunto mas as diligências foram goradas. é necessário ordem da autoridade judiciária para retirar o adn dos suspeitos. isso leva tempo. bem, isto no caso de não haver cuspo perto do corredor que dá para o wc. toda a zona foi isolada para se apurar as provas. temos panos para mangas com este caso abrangido nos termos da lei processual penal. já estou a ver a cena da reconstituição dos fatos contemplada no artº. 150 do código do processo penal. ora, faça favor de cuspir. mais força! não tanta senão não a apanhamos. intervalo para o almoço. a gnr fica a aguardar as provas não vão elas evaporarem-se sem mais nem menos................
ps: foto retirada da net. o agente infrator usa nome falso. e qualquer coincidência com a realidade é o quê? pura coincidência. 

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

estado de sítio da sacanice geral ou a filosofia do pénis sustentado.

fumar mata?  por que razão o estado manda apor em cada maço  de tabaco um aviso a informar que fumar mata? não diz quem mata. ficamos preparados para questionar: afinal quem são as vítimas? se eu fumar e com isto "tentar" matar terceiros fumando, devo ou não ser levado à justiça por ter atentado contra a vida de outrem? ou haverá exceção para crimes de morte como por exemplo os que a   cia comete? mata e não responde por isso! se fumo mato terceiros e ninguém me acusa. e se o estado em vez de dizer que mata dissesse que o fumar pode matar, não seria mais lógico? eh pá, já estamos habituados a que o que o estado diz não vale um caracol. isto sem querer estar a ofender o caracol. por outro lado, se o estado confirmar  que o fumar  mata quem fuma, então o fumador comete suicídio por apelo (artºs 135 e 139 do código penal e, neste caso, é o estado que comete crime). e como todos sabemos o apelo ao suicídio é crime. não nos devemos matar. pelo menos perante testemunhas ou polícias. não somos nada neste mundo! nem sequer nos podemos matar. mas o estado fuma? eh pá, que pergunta tão estúpida? bem, o estado não fuma mas é como o chulo que põe a mulher ou mulheres a trabalhar pénis para depois fazer a cobrança. a mulher fode e ainda por cima tem de pagar imposto ao chulo. quem ganha com o fato de eu me querer matar? acho que é o estado, as tabaqueiras e os quiosques ou cafés e etc. o estado é quem ganha mais; tal qual como o chulo. depois do chulo lá vem o pagamento do quarto onde a mulher trabalha, quem vende guardanapos, etc. não se pode fumar em qualquer sítio. também não se pode foder onde se quer.  estamos sujeitos a pagar multa quer num caso quer noutro. fumar ou foder, qual deles é um verdadeiro serviço público? fumar mata e foder dá prazer. venha o diabo e escolha. claro que o diabo escolhe os dois. e nós? nós devemos ser humildes e deixar os políticos resolver esta melindrosa questão. e quanto ao álcool? não seria de bom tom apor também nas garrafas que beber vinho...

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

sábado, 17 de setembro de 2016

interrompo férias para alertar para este perigo



ao cimo da calçada do tojal à direita quem sobe, benfica, lisboa, encontra-se um poste de eletricidade em más condições de conservação. a quem de direito, obrigado pela futura reparação. as pessoas que tenham cuidado com as crianças, pois a tomada elétrica está ao seu alcance devido à pouca altura em que se encontra do chão.
varett

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

em férias a partir de hoje